quinta-feira, 13 de maio de 2010

Qualidades do Pastor


“Esta é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja. Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar”.1 Tm 3.1-2

Diante da enxurrada de comunidades religiosas que observamos hoje, diante da enorme quantidade de pastores que militam nestas comunidades, observamos que este ensino do apóstolo Paulo não vem sendo cumprido como deveria. Muitas pessoas sonham com esta possibilidade: ser um pastor, porém, precisamos saber honrar este chamado, apresentando- nos com alegria e compromisso com a missão que recebemos. Entretanto, devemos ter a consciência de que a função de um pastor requer um comportamento que possa referendar esta vocação. Enquanto muitos pastores têm uma atitude não condizente e, por causa deles, a Igreja do Senhor sofre com a repercussão destas atitudes. Por isso, os ensinos do apóstolo Paulo são de fundamental importância para analisar a conduta dos homens e mulheres que labutam no pastorado da Igreja do Senhor. Ser irrepreensível, ou seja, que não haja nada do que dele falar. Um bom testemunho é melhor do que muitas palavras, diz o ditado popular, por isso, um pastor precisa ter o seu chamado reconhecido pela Igreja, pois ninguém é pastor de si mesmo. Assim, a liderança da Igreja não se deve impor as mãos sobre aqueles que ainda não deram este testemunho de fé e compromisso com a Igreja do Senhor e com o Senhor da Igreja. A sua família deve aprovar a sua fé e o seu chamado, porque se a sua casa não acreditar em seu ministério, os de fora terão sérias dúvidas sobre ele. Fidelidade aos seus compromissos, seja na Igreja, seja na vida pessoal. Uma pessoa de quem não há nada do que dizer em termos de responsabilidade e honradez. Um pregador que seja capaz de levar o Evangelho do Senhor às pessoas de forma correta, sem tentar impor a sua própria vontade, mas o ensino do Senhor Jesus. Enfim, um servo na concepção da palavra, que ame o seu Deus e por Ele viva de forma honrada, compromissada e que demonstre uma fidelidade à missão que abraçou acima de qualquer coisa. E as lições que servem para um pastor, também servem para qualquer um, que tenha Jesus como Senhor.
Fred Sout

4 comentários:

  1. Andressa Bragança13 de maio de 2010 09:11

    Um vez escrevi um artigo sobre o que é ser pastor.. e coloquei uma coisa da qual eu vivi na pratica..
    infelizmente, muitos dos que tem o "titulo de pastor", na verdade nao tem o CHAMADO, o DOM, o ministerio de pastorado.
    Ser pastor, não é ir somente la na frente pregar. Essa é a função do pregador, do evangelista, professor....
    Pastor, é aquele que acolhe. Que consola. Que corre atras. Que cuida. Que arrebanha.
    Quando a gente fala do pastor de ovelhas, lembramo-nos que ele é aquele que fica a noite toda vigiando as ovelhinhas.
    Ele as guia pelo caminho, leva para comer, beber... se a ovelhinha se machuca é ele quem sara as feridas, que cuida..
    Se ele ver a ovelhinha se desviando, ele corre atras com o cajado, e puxa a ovelha de volta.. Ele ama as ovelhinhas..
    Mas, infelizmente, a maioria dos lideres nao são pastores.. Nao cuidam das ovelhas. Apenas "pregam a Palavra" (isso quando pregam a Palavra e nao uma jorrada de barbaries)...
    O dom de pastor, muitos possuiem.. Muitas mulheres, em especial, tem esse chamado. Sao cuidadoras por excelencia.. É aquela que ouve, aconselha, que acolhe, que socorre os necessitados.. Mas como a onda é TER o titulo de pastor, e isso vem crescendo cada vez mais... muitos, sem qualquer dom do amor, do cuidado, da paciencia, estao liderando igrejas, e que por fim, estao falindo, deixando muitas ovelhas doentes, e até mesmo morrendo..

    Que o Eterno abençoe cada um, dentro do seu dom e ministerio. Que possamos crescer e sermos usados por Ele.

    Shalom..

    ResponderExcluir
  2. Irmão Guilherme, que mensagem forte....amei....é tudo que o povo de Deus precisa: de homens de Deus de verdade, que subam e preguem num púlpito exatamente como Jesus fazia...e infelizmente hj está cada vez mais difícil pregadores que sigam realmente os exemplos de Jesus no momento da pregação da Palavra...Dignidade, honradez, intrepidez, a verdade doa a quem doer, EXEMPLO...é de gente assim que a igreja do Senhor Jesus necessita. Um forte abraço, irmão e que Deus o abençoe sempre.

    ResponderExcluir
  3. Irmão Guilherme. A Paz.
    à luz da Palavra de Deus, gostaria de receber uma palavra sua sobre o assunto que abaixo segue:
    Sou membro de uma igreja que tem sua origem na própria cidade, onde resido. Além de congregações em bairros, possui duas outras igrejas em cidades próximas.
    A palavra que busco, diz respeito ao destino que os pastores devem dar aos dízimos e ofertas entregues na sua igreja.
    É aquela história da igreja de pequeno porte, onde o Pastor, embora conte com o Regimento e comissões administrativas, acaba ele próprio, auxiliado pela família, administrando tudo, inclusive os recursos (dízimos e ofertas). E aí está o ponto. Um fato está me deixando intrigado e em situação muito desconfortável e descontente. É que, já por algumas vezes, ao devolver o meu dízimo através de cheque, eu pude verificar que o cheque, que acredito, deveria ser objeto de depósito em conta da igreja, foi parar em conta-corrente bancária do Pastor. Por último, eu pude comprovar que um cheque meu que representou o meu dízimo, foi destinado a pagamento de mensalidade escolar de um filho do Pastor, que estuda em escola particular mais cara da minha cidade.
    A luz da palavra, este procedimento do pastor é correto? Não deveria, no caso, haver transparência da administração (como eu já vi em outras igrejas), com informações detalhadas sobre o destino dos dízimos e das ofertas? É justa a utilização de um dízimo para pagamento de despesas pessoais e da família do Pastor?
    Agradeço desde já pelas luzes que possa me enviar.
    A Paz.

    ResponderExcluir
  4. Resposta:
    Amado (a) fico contente de saber que és um dizimista!
    A maioria das igrejas tem uma diretoria, onde é formada por secretaria, tesouraria...etc
    Toda igreja deve ter um tesoureiro onde o mesmo fica responsavel pelos dizimos e ofertas, o Pastor somente acompanha nas nossas igrejas todo mes é informado pra toda igreja o destino do mesmo.

    Mas fica tranquilo irmão, se o dizimo de sua igreja não esta sendo usado no que deve ser, o Pastor vai dar conta a Deus.

    ResponderExcluir