terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Meu Aniversário


Como você sabe, está chegando novamente a data de meu “aniversário”. Todos os anos fazem festa em minha honra e creio que este ano acontecerá a mesma coisa.

Nesses dias as pessoas fazem muitas compras, o rádio e a TV fazem centenas de anúncios. Por todo canto não se fala de outra coisa a não ser dos preparativos para o grande dia.

É bom saber que ao menos um dia por ano, algumas pessoas pensam um pouco em mim.

Como você sabe, há muitos anos começaram a festejar meu aniversário.

No começo, pareciam compreender e agradecer o que fiz por eles, mas HOJE em dia, ninguém sabe por que razão o celebram.

As pessoas se reúnem e se divertem muito, mas não sabem do que se trata...

Estou me lembrando do ano passado: ao chegar o dia do meu aniversário, fizeram uma grande festa em minha honra. Havia coisas deliciosas na mesa, tudo estava decorado e havia muitos presentes... mas sabe de uma coisa?

Não me convidaram!

Eu era o convidado de honra e ninguém se lembrou de me convidar!

A festa era para mim e quando chegou o grande dia, fecharam a porta na minha cara.

Bem que eu queria partilhar a mesa com eles...

A verdade não me surpreendeu porque, nos últimos anos, muitos me fecham a porta.

Como não me convidaram, ocorreu-me entrar sem fazer ruído, entrei e fiquei num cantinho.

Estavam todos brindando, alguns já estavam embriagados, contando piadas, rindo, divertindo-se.

Aí chegou um VELHO GORDO, VESTIDO DE VERMELHO, COM BARBA BRANCA E GRITANDO: HO! HO! HO!.

Parecia ter bebido demais...

Deixou-se cair pesadamente numa cadeira e todos correram para ele dizendo: Papai Noel! Papai Noel! – como se a festa fosse para ele!

Quando chegou meia-noite, todos começaram a abraçar-se.

Eu estendi meus braços esperando que alguém me abraçasse...

Quer saber?

Ninguém me abraçou.

De repente, todos começaram a entregar presentes, um a um, os pacotes foram sendo abertos. Cheguei perto para ver se, por acaso, havia algum para mim – nada!

O que você sentiria se no dia de seu aniversário todos se presenteassem e não dessem nenhum presente para você?

Compreendi, então, que estava sobrando na festa...

Saí sem fazer barulho, fechei a porta, fui embora...

Cada ano que passa é pior: as pessoas só se lembram da ceia, dos presentes, das festas...

De mim ninguém se lembra.

Gostaria que, neste Natal, você me permitisse entrar na sua vida, reconhecendo que há mais de dois mil anos vim ao mundo para lhe dar minha vida na cruz e, assim, poder salvar você...

Hoje só quero que acredites nisso com todo seu coração... “

Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16

Vou dizer-lhe uma coisa. Já que muitos não me convidam para a festa que fazem, vou fazer minha própria festa – uma festa grandiosa como ninguém jamais fez, uma festa espetacular.

Estou nos últimos preparativos e expedindo os convites.

Este é especial para você.

Só quero que você me diga se quer vir: reservarei um lugar para você e incluirei seu nome na lista dos que confirmaram...

Os que não aceitarem, ficarão de fora.

Prepare-se porque quando tudo estiver pronto, quando menos se esperar, darei minha grande festa.

Não se esqueça de enviar este convite também aos seus amigos...

SOMENTE PARA OS AMIGOS ESPECIAIS

Assim como você é especial para mim, com certeza, há vários amigos que são especiais pra você.

Desta maneira, vamos fazer uma festa com os “especiais”, afinal, “muitos serão os convidados, mas poucos serão os escolhidos”, sabe por que?

Porque poucos aceitarão o CONVITE!

“Se, com tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.

Porque com o coração se crê para justiça e com a boca confessa a respeito da salvação.” Romanos 10:9-10.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Heresias


E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente HERESIAS de perdição e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. (2 Pedro 2.1)
Infelizmente este é problema muito serio que tem afligido uma grande parte da igreja; porque pessoas que se dizem usadas por Deus, falo de pastores, bispos, apóstolos, missionários, digo pregadores e líderes de igrejas que por terem, digamos, uma boa oratória conseguem convencer as multidões sedentas de bênçãos; não de Jesus, pois o que elas buscam são realizações nas áreas financeiras, sentimental, saúde, profissional e outras, ou melhor, buscam prosperidades em alguma área. E como existem estes especialistas em oferecerem estas bênçãos, de pregarem o que o povo quer ouvir em troca de ofertas, e ricas campanhas. “E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.” (2 Pedro 2.2) Por falta de conhecimento, por preguiça de lerem as Escrituras, por comodismo, pessoas preferem acreditar, aceitar, como verdade o que estes pregam, porque lhe são conveniente; e é melhor não olhar para Deus mas olhar para as supostas bênçãos que estes pregadores estão vendendo, sim vendendo; pois sessenta por cento das pregações deles é sobre ofertas, e outros quarenta por cento entregando bênçãos e garantindo vitorias.
“E, por avareza, farão de vós negocio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.” (2 Pedro 2.3) A bem da verdade que estes vêem o povo de Deus somente como negocio, a sua avareza os fazem amar o deus mamom, e jogar as palavras do nosso Deus para trás deles; mas estas prosperidades em que vemos neles, é passageira, pois apesar de falarem o nome do Senhor não tem compromisso com Ele, o compromisso deles é com este mundo e as coisas deste mundo, e como este mundo jaz no maligno eles receberão o seu galardão deste mundo, ou seja, a sentença deles só pode ser uma, o castigo eterno. Estes que muitos os julgam, os consideram homens santos, serão tragados pelo inferno, pois são seus servos. “Porque se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o Juízo.” (2 Pedro 2.4) Não importa se Deus já os usaram em alguma época para curar, para abençoar algumas pessoas, mas todo aquele que conhecendo Deus, conhecendo a sua palavra não a respeitarem, principalmente aqueles a quem deveriam por obrigação ensinar o caminho do Reino e não o faz; infelizmente irão para o sofrimento eterno, morte eterna, e não terão perdão.
“E não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, pregoeiro da justiça, com mais sete pessoas, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios; e condenou à subversão as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as a cinza e pondo-as para exemplo aos que vivessem impiamente.” (2 Pedro 2.5,6) Deus não perdoou os anjos, não perdoou cidades, e não perdoará nenhum obreiro da iniquidade, não perdoará os que enganam o seu povo, os guias cegos, que deveriam pregar e ensinar a verdade ao povo e não fazem para encher igrejas e arrecadar fundos e viverem de forma errada. “E livrou o justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis (porque este justo, habitando entre eles, afligia todos os dias a sua alma justa, pelo que via e ouvia sobre as suas obras injustas). Assim sabe o senhor livrar da tentação os piedosos e reservar os injustos para o Dia de Juízo, para serem castigados, mas principalmente aqueles que segundo a carne andam em concupiscências de imundícia e desprezam a s dominações. Atrevidos, obstinados, não receiam blasfemar das autoridades; enquanto os anjos, sendo maiores em força e poder, não pronunciam contra eles juízo blasfemo diante do Senhor.” (2 Pedro 2.7,11)Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Benção e Pecado

Dizia, pois, João à multidão que saía para ser batizada por ele: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira que está para vir?(Lucas 3.7)

Ir à igreja, orar, se batizar, devolver os dízimos ao Senhor, ofertar nada resolve se não existir a conversão verdadeira, se não existir a transformação, o abandono do velho homem, da velha mulher e ser uma nova criatura. Buscar a salvação somente como meros religiosos é simplesmente perda de tempo; pois se os nossos pensamentos e atitudes continuam os mesmos é porque não aceitamos verdadeiramente o Senhor; porque aceita-lo é aceitar a sua palavra, seus ensinamentos, é praticá-los e viver segundo as suas ordenanças. “Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai, porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão.” (Lucas 3.8) Antes de abrirmos a boca para falarmos que somos filhos de Deus, que o amamos devemos nos examinar se realmente o somos, se realmente o amamos, pois Ele deixou bem claro que quem o ama é quem guarda os seus mandamentos, ou seja, pratica-os; pois senão respeitamos a sua palavra não o amamos, somos somente simples hipócritas, religiosos, mentirosos que enganamos a nós mesmos e os outros; quem não pratica a palavra de Deus não é seu filho é somente criatura de Deus, e portanto não tem parte no Reino.

“E também já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois que não dá bom fruto é cortada e lançada no fogo.” (Lucas 3.9) A palavra do Senhor já foi divulgada, os seus ensinamentos estão propagando por todo o mundo e todos os que estão se recusando a praticá-los, e buscam refugio somente na falsa religiosidade, que gostam de falar o nome de Deus, mas não praticam os seus ensinamentos, pois procuram moldar o Evangelho, e os ensinamentos do Senhor a sua vontade própria, que pensam que temos um Deus bonzinho que tudo permite, tudo tolera, e só esta preocupado com bênçãos aqui e agora, e prosperidade, descobrirão que o nosso Deus é amor, misericórdia, mas também é juízo, e possivelmente descobrirão quando estiverem ardendo no fogo do destruidor se não converterem imediatamente ao Senhor antes que seja tarde demais. Porque o Reino de Deus é muito mais do que bênçãos imediatas e bem estar somente aqui. “E a multidão o interrogava, dizendo: Que faremos Pois?” (Lucas 3.10) Quem é sábio, e temente, quando descobre que esta no erro, em pecados quer saber como fazer para se libertar e sair da situação de derrotado e de servo do diabo; quem se preocupa com a vida, quer saber como obtê-la, como viver e não morrer.

“E, respondendo ele, disse-lhes: Quem tiver duas túnicas, que reparta com o que não tem, e quem tiver alimentos, que faça da mesma maneira.” (Lucas 3.11) As pessoas falam que amam a Deus, que praticam os seus ensinamentos, mas não amam o próximo, elas simplesmente gastam fortunas para darem luxo a um animalzinho de estimação, um bibelôzinho, mas se recusam a dar um prato de comida, um agasalho a quem necessita, fogem dos necessitados, e pensam somente e obter mais e mais lucros, procuram ter cada vez mais isto e mais aquilo e sempre tem preparado um NÂO,ou desculpas para quem os procuram pedindo socorro, são avarentos, miseráveis, enganadores, mentirosos e não tem vergonha de falarem que amam a Deus. “E chegaram também uns publicanos, para serem batizados, e disseram-lhe: Mestre, que devemos fazer? E ele lhes disse: Não peçais mais do que aquilo que vos está ordenado. E uns soldados o interrogaram também, dizendo: E nós, que faremos? E ele lhes disse: A ninguém trateis mal, nem defraudeis e contentai-vos com o vosso soldo.” (Lucas 3.12,14) Se não houver conversão legitima, mudanças de hábitos e passarem a agir segundo a palavra de Deus, com certeza não terão parte no Reino de Deus. Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus te abençoe.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

CRISTÃOS DE BRINCADEIRA



"As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo"

(Mateus 25.3).


As crianças, numa certa idade, gostam de imitar o processamento de um culto cristão.

Cantam, lêem um texto, fazem oração, pregam, celebram a Ceia.

Mas tudo não passa de brincadeira. Na vida cristã acontece o mesmo

fenômeno com certos jovens ou adultos.

Muitos deles brincam de ser cristãos.

Vão à igreja, cantam, oram ou rezam, dão ofertas, dízimos.

E, alguns, na oração, chegam até a derramar algumas lágrimas.

Ou, diante de um apelo emocionante do pregador, tomam decisões sérias,

mas que nunca chegam a se concretizar, pois apenas brincam de ser cristãos.

Eles são cristãos de brincadeira.

São pessoas batizadas ou que deram pública profissão de fé.

E o interessante de tudo isso é que irão para o Céu, também de brincadeira,

pois o deus deles também é de brincadeira.

Um deus que promete tudo e nada cumpre.

O céu que ele promete também é de brincadeira.

O inferno deles também é de brincadeira.

Em matéria de fé, tudo não passa de brincadeira.

Tudo é cor-de-rosa, fantasia, nada é real.

Quando o Senhor Jesus regressar para arrebatar a Sua igreja, não vai querer

nada de brincadeira, pois Ele jamais brincou com coisas sérias.

O Céu que Ele foi preparar é real e não é de brincadeira.

O sacrifício que Ele efetuou no Calvário foi real e não brincadeira.

O inferno, do qual Ele nos preveniu, é real e não brincadeira.

O arrebatamento dos justos será real, bem real, nada de brincadeira.

Os cristãos de brincadeira serão deixados, realmente.

Ele voltará mesmo.

Ele não brinca, nunca brincou e jamais brincará com coisas sérias,

pois Ele sofreu de verdade e não foi de brincadeira.

Não brincou de morrer e não brincou de ressuscitar.

Não brincou de ir ao Céu e não brincará de voltar do Céu.

O texto sagrado, que lemos ao iniciar esta mensagem, fala-nos das cinco virgens loucas.

Elas representam os cristãos que nunca levaram a sério a vida cristã.

Elas saíram para o encontro do noivo, mas saíram de brincadeira,

pois não levaram o azeite em suas lâmpadas.

E quando ouviram o anúncio de que o noivo vinha de fato, pediram azeite para outras

cinco virgens, que representam os cristãos que nada fazem para se divertir.

Mas o azeite solicitado lhes foi negado.

Enquanto foram comprá-lo, o noivo, que é Jesus Cristo, veio de fato, entrou no salão real para as núpcias

com a sua amada noiva, que é a igreja santa, sem ruga, sem mácula, e as portas se fecharam.

Quando as loucas vieram, ouviram dele a palavra dura:

"Não vos conheço".

Será exatamente isso que os cristãos de brincadeira ouvirão do

Grande Senhor Jesus Cristo naquele terrível dia.

Pr. Timofei Diacov

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

O SACERDOTE


Porque todo sacerdote, tomado dentre os homens, e constituído a favor dos homens nas coisas concernente a Deus, para que ofereça dons e sacrifícios pelos pecados. (Hebreus 5.1)
A função dos sacerdotes, pastores, missionários, ou seja, aqueles que têm a função de pregar, ensinar, a palavra de Deus, é muito seria, e não pode em hipótese alguma ser desmerecida, ou defraudada, como muito acontece hoje, por pessoas que se levantam como sacerdotes perante os homens, mas sem compromisso com a palavra de Deus. Uma vez que ser sacerdote, pastor, missionário, além de pregar, ou ensinar os caminhos do Senhor, tem que orar, interceder, clamar, pedir perdão a Deus pelos pecados alheios, oferecer dons, "sacrifícios" pelo povo de Deus, pelas ovelhas do rebanho do Senhor, alem de fazer isto por si próprio, procurar cada dia se santificar mais e mais. “E possa compadecer-se ternamente dos ignorantes e errados, pois também ele mesmo está rodeado de fraqueza.” (Hebreus 5.2) Deve levar em consideração que ele mesmo é nada mais do que uma ovelha do Senhor, e também sujeito as mesmas dores e lutas, por este motivo tem que santificar-se a cada dia mais, se fortalecer na presença do Senhor; portanto tem que realmente amar os pecadores, não o pecado, deve compadecer; e tudo fazer para aqueles que estão em erros, e em pecados para que assim possam voltar para os braços do Senhor.
“E por esta causa, deve ele, tanto pelo povo como também por si mesmo, fazer oferta pelos pecados.” (Hebreus 5.3) É o nosso dever sabermos que somos falhos, e sempre nos examinarmos se realmente estamos sendo fiel a palavra do Senhor, portanto a santificação é necessária, pois fazemos isto para podermos nos aproximarmos mais do Senhor, termos intimidades, comunhão, e podermos de mãos limpas estende-las ao Senhor em prol de todas as ovelhas clamando, e pedindo perdão e misericórdias por cada uma delas, e pedindo clemência por nós mesmos e entendimento para sabermos ensinar sem defraudar a palavra, pois o verdadeiro pastor ele foi convocado, foi chamado pelo nosso Senhor. “E ninguém toma para si essa honra, senão o que é chamado por Deus, como Arão.” (Hebreus 5.4) Geralmente aqueles que se auto- denominam pastores, sem realmente serem chamados pelo Senhor, aqueles que tentam por inúmeros motivos carnais ocupar a função de sacerdotes é claramente percebíveis, pois alem de não produzirem o fruto do espírito, não tem o principal, o amor e compromisso verdadeiro; são desobedientes a palavra, e os seus seguidores também não são ovelhas do Senhor, mas meros religiosos e seguidores de homens.
“Assim, também Cristo não se glorificou a si mesmo, para fazer sumo sacerdote, mas glorificou aquele que lhe disse: Tu és meu filho, hoje te gerei.” (hebreus 5.5) O amor e a obediência são fatores determinantes na vida de um pastor, de um sacerdote, pois devemos seguir o exemplo do nosso pastor e Senhor Jesus Cristo, que por amor, e sendo obediente ao Pai se submeteu a humilhação, sofrimento e morte de cruz; e honrou o Pai, de igual maneira o compromisso de sacerdotes e pastores não pode ser com as coisas deste mundo, com dinheiro e poder, mas com as ovelhas, sabendo que o sofrimento é algo normal em sua vida, pois sofre pelas ovelhas, sofre por amor. O sacerdote verdadeiro, não se apregoa vitorias materiais pessoais como bênçãos do Senhor, não distorce a palavra, ele é verdadeiro e obediente e vive como um discípulo, um aprendiz de Jesus. “Como também diz noutro lugar: Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem de Melquisedeque. O qual nos dias da sua carne, oferecendo, com grande clamor e lagrimas, orações e suplicas ao que o podia livrar da morte, foi ouvido quanto ao que temia. Ainda que era filho, aprendeu a obediência, por aquilo que padeceu.”(Hebreus 5.6,7)Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

SE HUMILHAR DIANTE DO SENHOR.


Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo, vos exalte(1 Pedro 5.6)
Muitas das vezes buscamos ao Senhor em oração com arrogância, e existem muitas igrejas e pregadores que incentivam e ensinam isto, apesar de ser totalmente contrário a palavra de Deus. Eles ensinam que as pessoas devem ir ao Senhor e determinar e exigir as bênçãos; mas como poderemos exigir alguma coisa se somos todos pecadores, devemos pedir, clamar, expulsar o mal e em nome de Jesus exigir que os demônios, que a ação malígna saia das nossas vidas, mas determinar bênçãos não; pois as bençãos vem do Senhor, e a Ele devemos ir em humildade pois somente Ele pode nos exaltar, nos abençoar, de acordo com a sua palavra, sua vontade, portanto devemos clamar, pedir e jamais usar de arrogância. “Lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós.” (1 Pedro 5.7) Devemos ir a Ele em humildade e nos abrirmos, e rasgarmos os nossos corações diante Dele, confessarmos os nossos pecados, pedirmos perdão por tudo, e clamarmos a sua misericórdia, confiando que a seu tempo Ele resolverá, pois Ele, o Senhor tem cuidado de nós.
“Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor bramando como leão, buscando a quem possa tragar.” (1 Pedro 5.8) Ser sóbrios e manter-se acordados, vigilantes, fugir do pecado, se policiando para não ser enganado, porque o inimigo vive o tempo todo tentando armar ciladas para nos derrubar; porém se nós mantermos na palavra, sendo sóbrios, sem nos embriagarmos com qualquer coisa que nos mostre, nos apresente, sem irmos pela emoção, uma vez que sabemos que Deus é Espírito e portanto devemos adorá-lo em Espírito e em verdade e não de outra forma. Vigiarmos, pois nem todos os que falam o nome de Deus realmente são Dele, observando na palavra e na fé saberemos, resistir os ataques do adversário. “Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.” (1 Pedro 5.9) Todos sem exceção são tentados, atacados, de varias maneiras pelo inimigo, não existe ninguém que é mais santo que o adversário não o ataca, não importa se é uma simples ovelha, ou um grande pastor, pois o inimigo tentou, e atacou a Jesus e vai atacar a todos nós, mas devemos nos manter sóbrios e vigilantes praticando a palavra para termos forças, e sabedoria para resistirmos e repreendermos em nome de Jesus.
“E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna gloria, depois de haverdes padecido um pouco, Ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá. ”(1 Pedro 5.10) Somos tentados, mas se resistirmos na palavra, o Senhor Jesus nos fortalecerá, se persistirmos, o Nosso Pai dará ensinamentos, força, sabedoria e treinamentos para que possamos sempre saímos vencedores em Jesus. Se formos praticantes da palavra identificaremos todos os ataques e setas inimigas e resistiremos, repreenderemos em nome de Jesus; as lutas são por pouco tempo, se estivermos agindo de acordo com a palavra de Deus, o que não podemos é fazer acordo com o inimigo, pois assim não teremos forças para combatê-lo pois estaremos nas suas mãos. O Segredo é nos humilharmos debaixo da potente mão do Senhor nosso Deus, nos submetermos a sua vontade, praticarmos as suas ordenanças, e em nome de Jesus, vigiarmos e quando percebermos ataques, o mal, mandarmos embora, sempre em nome de Jesus. “A Ele seja a Gloria e o Poderio, para todo o sempre. Ame!” (1 Pedro 5.11) Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Cuidados de Deus


E Moisés foi instruído em toda a ciência dos egípcios e era poderoso em suas palavras e obras. E quando completou a idade de quarenta anos, veio-lhe ao coração ir visitar seus irmãos, os filhos de Israel.(Atos 7.22,23)

Deus cuida de cada um de nós desde nosso nascimento, nos envia o seu socorro, orientação e propósito durante toda a nossa vida, basta nós nos submetermos a sua palavra, as suas ordenanças; mas tudo no momento certo e na hora que Ele determinar, e não adianta tentarmos adiantar nada ou fazermos por nossa conta. Moises, desde seu nascimento o Senhor o cuidou, fez com que ele fosse recebido e criado na casa do Faraó, isto foi uma escola, Deus estava dando meios para ele aprender, mas como ele sabia do seu chamado, quis antecipar, quis fazer logo, e foi visitar os seus sem antes consultar a Deus. “E, vendo maltratado um deles, o defendeu e vingou o ofendido, matando o egípcio. E ele cuidava que seus irmãos entenderiam que Deus lhes havia da dar a liberdade pela sua mão; mas eles não entenderam.” (Atos. 7-24,25) Moisés pensou que já estava na hora, pois como ele tinha um chamado, queria logo realiza-lo, e acabou cometendo um crime, imaginando que o seu povo ficaria grato pela sua intercessão; mas não foi assim; pois devemos sempre viver segundo as orientações do Senhor; muitas das vezes achamos que estamos fazendo um bem, mas não é a vontade de Deus, e pagamos um preço alto.

“E, no dia seguinte, pelejando eles, foi por eles visto e quis levá-los à paz, dizendo: Varões, sois irmãos; por que vos agravais um ao outro? E o que ofendia o seu próximo o repeliu, dizendo: Quem te constituiu príncipe e juiz sobre nós? Queres tu matar-me, como ontem mataste o egípcio?”(Atos 7.26,28) Se não estivermos andando, vivendo, segundo a palavra do Senhor, sempre iremos encontrar ingratidão, lutas, e sofrimentos; Aqui vemos quando Moises pensava que encontraria gratidão, encontrou repreensão, isto porque quis fazer o que Deus não tinha autorizado ainda. Sabemos muitas das vezes que temos um chamado, e resolvemos nos antecipar, e o final é derrota, e sofrimentos, e desertos. “E a esta palavra fugiu Moisés e esteve como estrangeiro na terra de Midiã, onde gerou dois filhos. E, completados quarenta anos, apareceu-lhe o anjo do Senhor, no deserto do monte Sinai, numa chama de fogo de um sarçal.” (Atos 7.29,30) Moisés aquele que seria o libertador de Israel, do povo de Deus, que tinha um chamado, por tentar antecipar foi para o deserto onde permaneceu durante quarenta anos, constituiu família, e já tinha até desistido do seu chamado quando o Senhor apareceu para ele novamente.

“Então, Moisés, quando viu isto, se maravilhou da visão; e, aproximou-se para observar, foi-lhe dirigida a voz do Senhor, dizendo: Eu sou o Deus de teus pais, o Deus de Abraão, e o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés, todo tremulo, não ousava olhar.”(Atos 7.31,32) Deus mostra-se a Moisés e faz com que Moisés reflita, e saiba que o Senhor é o todo poderoso; e neste momento Moisés tremeu diante do Senhor, e vamos observar que o Senhor inicia, mandando ele se despir de tudo; e ser somente obediente a sua palavra. “E disse-lhe o Senhor: Tira as sandálias dos pés, porque o lugar em que estás é terra santa.” (Atos 7.33) Mandou tirar as sandálias, ficar descalço, se despir de ansiedade, orgulho, soberba, vaidade, ser humilde se despir de tudo diante Dele, e se vestir de roupa nova, viver em terreno santo, da palavra de obediência, pois agora sim ele iria fazer o que o Senhor tinha planejado. “Tenho visto atentamente a aflição do meu povo que está no Egito, e ouvi os seus gemidos, e desci a livrá-los. Agora, pois, vem, e enviar-te-ei ao Egito.” (Atos 7.34) Agora sim,estou te enviando, você já aprendeu que deve sempre ser obediente a palavra. Não antecipe, não atrase viva somente de acordo com as ordenanças do Senhor.
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Riqueza E Alegria


"Vale mais o pouco que tem o justo, do que as riquezas de

muitos ímpios" (Salmos 37:16).


Perguntaram, uma vez, ao multimilionário John Rockefeller,

que importância em dinheiro seria capaz de fazer uma pessoa

feliz. Sua resposta foi: "SÓ UM POUCO MAIS". Perguntaram a

Sócrates: "Quem é o homem mais rico?" Sua resposta foi:

"Aquele que se contenta com o pouco".


Eu perguntaria: "Quem é o homem mais rico e mais feliz?" E eu

mesmo responderia: "Aquele que tem todas as necessidades

supridas; aquele que tem o nome escrito no Livro da Vida;

aquele que teve os pecados perdoados; aquele que estava

perdido e foi achado; aquele que estava morto

espiritualmente e agora vive... para sempre -- aquele que

tem Jesus Cristo no coração".


Não há riqueza maior do que poder confiar na Palavra que nos

assegura: "Pedi e dar-se-vos-á". Não há alegria maior do que

estar na presença do Senhor. Não há riqueza maior do que ser

filho do Deus que é dono de todo ouro e prata desse mundo.

Não há alegria maior do que saber que temos uma morada

preparada no Céu de glória.


Há muitas pessoas que não são felizes porque não possuem

grandes riquezas. Passam a vida correndo atrás de coisas

materiais, invejam aos que já as têm e passam os dias em

angústia por serem pobres. Sim, são pobres por não terem a

alegria do Senhor para enriquecê-los.


Há muitas pessoas que são ricas porque têm a felicidade de

ter o Amigo Jesus no coração. Sentem-se felizes tendo muito

ou pouco. Sua alegria não depende de patrimônio. São ricos

porque são alegres e é essa alegria verdadeira que constitue

seu maior tesouro.


A riqueza nem sempre traz alegria. A alegria, contudo, é uma

riqueza que nenhuma crise pode destruir. Seja alegre...

confie em Jesus... assim você será rico, tendo muito ou

pouco dinheiro.


Jesus é a verdadeira alegria. É a grande riqueza na vida de

todos nós.

Paulo Roberto Barbosa

terça-feira, 25 de outubro de 2011

COMO AMAR A DEUS


Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, este é o que me ama; e Aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei e me manifestarei a ele. (João 14.21)

Quem verdadeiramente ama ao Senhor Jesus, não são aqueles que oram muito, ou vão todos os dias a igreja, muito menos os que sobem aos montes, dão grandes ofertas, jejuam; não que isso seja errado, mas os que realmente amam ao Senhor Jesus são aqueles que procuram viver segundo os seus ensinamentos, aqueles que guardam e respeitam a sua palavra, não importando com a situação que vivem, não se permitem abrir mão dos seus mandamentos; quem assim procede experimenta o amor, o poder de Deus na sua vida, e conhecerá a manifestação do amor e poder de Jesus. Isto são para aqueles que praticam a sua palavra, não para os religiosos e nem os buscadores de benção somente. “Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, de onde vem que te hás de manifestar a nós e não ao mundo?” (João 14.22) Aqui vem a ignorância, a falta de conhecimento de um dos discípulos do Senhor Jesus; mesmo andando com Ele, não o conhecia, da mesma maneira que as igrejas estão cheias de pessoas que são simplesmente religiosas e não o conhecem; talvez por nunca o terem visto ou conhecido, experimentado o poder da manifestação de Jesus nas suas vidas, e assim vivem, e praticam somente as ladainha, as rezas e pedidos vazios, pois não são praticantes da palavra.
“Jesus respondeu e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada.” (João 14.23) Veja que é uma afirmação de Jesus! É uma promessa Dele. Onde Ele deixa bem claro que todos os que guardarem, que praticarem, que viverem, segundo as suas determinações, suas ordenanças, serão moradas Dele, de Deus, e portanto terão todo o poder, porque o Senhor todo poderoso habitará nele; mas como sabemos que o Senhor não habita com os pecados nem com a desobediência, portanto é nosso dever ser em tudo obedientes a sua palavra, isto se quisermos conhecer o poder de Deus. “Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouviste não é minha, mas do Pai que me enviou.” (João 14.24) Veja que Jesus fala claro que os que não o ama, são os que não guardam a sua palavra, ou seja, apesar de estarem em igrejas, estarem orando e falando que o ama, mas que, mentem, adulteram, fazem fofocas, roubam, são desonestos, fornicadores, violentos, viciados, e tudo aquilo que sabemos pela sua palavra que são pecados, e mesmos assim os praticam, com a esperança que serão entendidos pelo Senhor. Simplesmente não amam a Jesus, e portanto se não se converterem verdadeiramente e abandonarem os pecados, jamais conhecerão o poder de Jesus em suas vidas.
“Tenho-vos dito isso, estando convosco. Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.”(João 14.26) Quem vive segundo a palavra do Senhor, quem é praticante dos seus mandamentos recebe o Espírito Santo, recebe Jesus, recebe poder, e não erra, são pessoas que são obedientes e tem medo de pecar, medo de perder a comunhão, medo de perder o poder de Deus em suas vidas, medo de perderem a salvação. Aquele que conhece o Senhor, e tem consciência que é templo do Espírito Santo, que é morada de Jesus, vive em alegria e em paz. “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vola dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize.” (João 14.21)A paz que o Senhor nos dá, transcende a tudo o que conhecemos neste mundo, pois é algo divino, é a paz Dele que habita em nós, quando o amamos, quando obedecemos aos seus ensinamentos, quando deixamos de ser religiosos para sermos morada do Senhor, quando realmente pautamos as nossas vidas pela sua palavra.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Vencedor


Não Desanime, com Jesus ao seu lado a vitória é certa!
Posted by Picasa

terça-feira, 11 de outubro de 2011

A Fidelidade de Deus


“Mas fiel é o Senhor, que vos confirmará, e guardará do maligno.” 2 Tessalonicenses 3:3
Os homens muitas vezes estão tão desprovidos de razão como de fé. Todavia, existe entre nós “homens perversos e maus”. Não serve de nada argumentar com eles ou procurar ter paz com eles: possuem um coração falso e sua conversa é enganosa. Bem, o que faremos? Nos preocuparemos por eles? Não – voltemo-nos ao Senhor, pois Ele é fiel. Nenhuma promessa de Sua palavra jamais será descumprida. Ele não é irracional em Sua exigências para conosco, nem é infiel a nossos argumentos relacionados com Ele. Possuímos um Deus fiel. Isso deve ser nossa alegria.
Ele nos confirmará de tal modo que os homens perversos não ocasionarão nossa queda, e Ele nos guardará de tal maneira que nenhum dos males que agora nos assediam, não nos fará nenhum dano realmente. Que benção é para nós quer não tenhamos que contender com os homens, e sim que nos seja permitido abrigar-nos no Senhor Jesus, que se identifica verdadeiramente conosco Há Nele um coração sincero, uma mente fiel, um Amor imutável – descansemos lá. O Senhor cumprirá o propósito de Sua graça para conosco, Seus servos, e não devemos permitir que nem uma sombra de dúvida caia sobre nossos espíritos. Tudo o que os homens ou os demônios possam fazer não podem impedir que gozemos da proteção e da provisão divinas. Oremos nesse dia pedindo ao Senhor que nos confirme e nos guarde.
Por Spurgeon

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

É com esforço!


E desde os dias de João Batista até agora, se faz violência ao Reino dos céus, e pela força se apoderam dele. (Mateus 11.12)
A palavra de Deus é muito clara, e se a praticamos, desfrutaremos do melhor de todas as bênçãos e promessas do Senhor. Se quisermos desfrutar das bênçãos do Reino de Deus devemos ser radical contra os pecados, contra a nossa vontade carnal; devemos ser violentos contra a nossa vontade pecaminosa, ser violentos é não permitir em hipótese alguma sair da palavra de Deus; não importa a oportunidade, o negócio ou a facilidade que nos surja, se for contrário a palavra de Deus devemos simplesmente virar as costas e dizer não, mesmo que no primeiro momento pode nos causar dor ou sofrimento, devemos viver a palavra, sermos violentos contra tudo o que é contrário a vontade de Deus. “Porque todos os profetas e a lei profetizaram até João.” (Mateus 11,13) Em todo antigo testamento encontraremos inúmeros profetas que profetizaram sobre sobre a vinda, vida, e sofrimento de Jesus, mas já no novo testamento, na nova aliança, onde somos salvos pela graça (favor imerecido de Deus), somos chamados para ouvir e praticar a palavra de Senhor, e fugir sempre dos pecados.

“E, se quereis dar credito, é este o Elias que havia de vir. Quem tem ouvidos para ouvir ouça.” (Mateus. 11.14,15) A prova do inicio da era cristã é mostrada através de João batista, anunciando tudo o que foi profetizado na antiga aliança, inclusive sobre ele mesmo; e vemos o inicio da sua pregação dizendo que deveriam abandonar os pecados. João batizou Jesus nas águas, e depois disto é que iniciou o ministério terreno do nosso Mestre onde chamou o povo ao arrependimento, e curava , pregava o Evangelho; mas sempre mandava abandonar os erros, e viver segundo os seus ensinamentos, segundo a palavra de Deus, e quem é sábio ouça e pratique. “Mas a quem assemelharei esta geração? É semelhante aos meninos que se assentam nas praças, e clamam aos seus companheiros, dizendo: Tocamos-vos flauta e não dançastes; cantamo-vos lamentações, e não chorastes.” (Mateus 11.16,17) Esta geração em que vivemos, onde se fala muito em orar, em ir à igreja, mas não se fala de abandonar os pecados, se fala em amor de Deus, mas vivem segundo a vontade de cada um, cantam louvores e se emocionam, mas vivem em erros e pecados, portanto não recebem as bênçãos e não entrarão no Reino de Deus.

“Porquanto veio João, não comendo, nem bebendo, e dizem tem demônio.” (Mateus 11.18) João Batista tinha uma alimentação peculiar, diferente, e se vestia de uma forma diferente também; e como ele falava com todos sobre abandonar os pecados, os erros, e todos os que amavam os pecados preferiam taxá-lo de demoniado, e aceitar os que os fariseus falavam. Da mesma maneira hoje as pessoas buscam as igrejas e pregadores que falam em prosperidades e bênçãos, e preferem desconsiderar as igrejas, e pregadores que pregam a verdade, que falam contra os pecados, porque buscam somente bênçãos e facilidades, e não percebem que estão caminhando em sentido contrário ao Reino, que estão indo para o sofrimento eterno. “Veio o Filho do Homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis ai um homem comilão e beberão, amigo de publicanos e pecadores. Mas a sabedoria é justificada por seus filhos.”(Mateus 11.19) Todos os que pregam a verdade são rejeitados, pois esta geração gosta de erros e pecados; mas se querem alcançar as bênçãos e o Reino aceite a Jesus, aceitem a Palavra, aceitem a Verdade, e abandone os pecados. Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Denorex (parece, mas não é)


Um dos maiores problemas que enfrentamos em nossos dias é o da aparência. Há até um ditado popular que garante que as "aparências enganam", e a realidade muitas vezes confirma que o ditado é verdadeiro. Se isso acontece com frequência no meio em que vivemos, imagine as consequências disso na Igreja?
Na verdade, nossa convivência na Igreja é uma extensão do que vivemos na sociedade. Muitas vezes, não dá para separar (nem deveríamos) nossas vidas. Não deveríamos trocar de "vida" como trocamos nossa roupa da semana pela roupa de domingo. Mas, infelizmente, isso acontece. Cada vez mais, tem gente que parece que é crente, mas não é. Está aqui a praga ou o vírus que está corroendo as entranhas do cristianismo de nossos dias. Em outras palavras, aqueles que "transtornaram o mundo" (Atos 17:6) não estão mais chegando aqui.
Qual a grande "vantagem" do crente denorex, aquele que parece, mas não é? É que ele se dá bem em qualquer lugar. Se está no mundo, fala, age, trabalha, sonega, engana, tudo é relativo, é flexível como todo mundo, ou seja, este é o "cara". Se está na Igreja, ora, canta, bate palma, lê a Bíblia, dá opinião, critica, murmura, peca, chora como qualquer cristão. O grande problema é que essa "vantagem" traz uma complicação: quanto mais crentes denorex temos em nossas igrejas, menos significado o nome "crente" tem no mundo, ou seja, estamos nos tornando farinha do mesmo saco.
Na verdade, há outra "vantagem" em ser crente denorex. É que não precisa dar explicações, tipo: você é crente e namora no motel? E vai para o bailão? Pode ir à boate? Ao barzinho para se alegrar com a galera? E arranja atestado médico para faltar ao trabalho e ir ao retiro espiritual? E finge que está doente para se aposentar mais cedo? E não paga suas contas em dia e ainda fica devendo? E mente, engana, tem duas palavras, fica irado e acha certo ter pavio curto? E não sabe ou acha que não precisa perdoar? Qualquer outra coisa ou até o nada é mais importante do que seu compromisso com a Igreja? O crente denorex não precisa explicar nada disso e ainda vai à Igreja cantar para Deus.
Ser crente denorex é ter uma desculpa na ponta da língua quando é pego com o pé no mundo: "Igreja não salva ninguém", "posso estar em comunhão com Deus em qualquer lugar, até na boate", "o que importa é o que eu sinto", "não tem na Bíblia nenhum mandamento que me obrigue a ir à EBD", "sei que já estou salvo", "na hora em que eu quiser volto para a Igreja", "toda vez que vou à Igreja as pessoas nem falam comigo", "estou cansado de só me criticarem", "ninguém vê o quanto eu trabalhei...".
Quero só lembrar uma única coisa: crente denorex vai para o inferno (Mt 25:26-30 e 41-46, Ap 21:8). Quanto mais denorex, mais ele vai. Só vai para o céu quem transtorna o mundo, quem machuca a ferida do mundo, quem aponta o pecado, quem é verdadeira testemunha de Cristo, quem é sal e luz e não olha para trás quando a mão está no arado. Fique tranquilo, Deus nem vai precisar arranjar uma desculpa na ponta da língua para lhe mandar para o inferno, afinal, você já está indo sozinho.
Cred. Pr. José Ernesto Conti

terça-feira, 4 de outubro de 2011

A Resposta do Senhor

Mas, agora, não serei para com o resto deste povo como nos primeiros dias, diz o Senhor dos Exércitos. (Zacarias 811)
Você orou, clamou, chorou aos pés do Senhor, se manteve firme na palavra do Senhor, não se corrompeu, esperou, aguardou a resposta do Senhor, sofreu com enfermidade na família, com desemprego, miséria, até mesmo fome, com dívidas, solidão, filhos agindo errado, casamento sendo destruído, vazio, achava que não iria se casar mais; estas coisas aconteceram, mas você persistiu nas ordenanças e mandamentos aguardando o cumprimento da promessa da palavra do Senhor nosso Deus na sua vida, e agora Ele diz que vai atender aos pedidos, que a sua benção está chegando, a sua resposta também, e é muito maior do que os seus pedidos, pois fostes fiéis. “Porque a semente prosperará, a vide dará o seu fruto, e a terra dará a sua novidade, e os céus darão o seu orvalho; e farei que o resto deste povo herde tudo isto.” (Zacarias 8.12). O Senhor está afirmando que vai mudar toda a situação, que as bênçãos, as suas bênçãos que enriquecem e não acrescentam dores estão vindo em sua direção; a sua recompensa; o tempo de choro, de sofrimento está acabando, agora é hora de sorrir, cantar louvar ao Senhor e agradecer pelo seu socorro.
“E há de acontecer, ó casa de Judá e ó casa de Israel, que, assim como fostes uma maldição entre as nações, assim vos salvarei, e sereis uma benção; não temais, esforcem-se as vossas mãos.”(Zacarias 813) Assim como sofreste, foste humilhado, criticado, e não raro ofendido, por ir ainda a igreja, por ainda ter fé no Senhor, por esperar, por dizimar, ofertar para a obra, quase não tendo nada, por servir ao Senhor, por defender o nome de Jesus apesar de estar vivendo como vivia, apesar do sofrimento não negar a fé, sim claro que houve momentos de lutas, de dúvidas, mas permaneceste fiel, e hoje o Senhor faz questão de te responder, você sabe que esta é a sua resposta; não tenha medo a sua benção chegou, levante, caminhe, tome posse, abra os olhos e veja o que o Senhor está fazendo, veja a mudança, veja a bênção. “Porque assim diz o Senhor dos Exércitos: Assim como pensei fazer-vos mal, quando vossos pais me provocaram à ira, diz o Senhor dos Exércitos, e não me arrependi.” (Zacarias 8.14) Quando erramos, pecamos, abandonamos o Senhor, não respeitávamos a sua palavra, estávamos nos pecados e sabíamos disto, nos sobreveio todo este mal, mas agora Ele disse que está mudando tudo, as bênçãos chegaram.

“Assim pensei de novo em fazer bem a Jerusalém e à casa de Judá nestes dias; não temais.” (Zacarias 8.15) Quando estava agindo errado, contrário a palavra de Deus, o Senhor permitiu que o mal lhe sobreviesse e assim aconteceu, mas agora que o buscou, Ele também já determinou que a sua benção virá, e portanto nada poderá impedir, somente ouça o que O Senhor nosso Deus determinou que faça para permanecer sempre na bênção. Primeiro não tenha medo, mas creia, tenha fé. “Eis as coisas que deveis fazer: Falai verdade cada um com o seu companheiro; executai juízo de verdade e de paz nas vossas portas; e nenhum de vós pense mal no seu coração contra o seu companheiro, nem ame o juramento falso; porque todas estas coisas eu aborreço, diz o Senhor.”(Zacarias 8.16,17) Se agirmos segundo as ordenanças do Senhor, que agora está prescrevendo, Ele manterá sempre as bênçãos em sua vida, na sua casa; basta fazermos o que Ele disse, e jamais nos afastemos Dele, nem deixemos de testemunhar e de falar o que Ele fez, devemos sempre louvar e agradecer pois somente Ele poderia fazer este milagre, resolver esta situação. Se alegre no Senhor. Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Mulheres e o Senhor!

E, no fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro. (Mateus 28.1)Quando observamos as pessoas nas igrejas, percebemos rapidamente que maior parte é do sexo feminino, ou seja, mulheres são estas mesmas mulheres que ajudam na casa do Senhor, que mais ofertam, que são mais fieis do que os homens; a bem da verdade, as mulheres buscam mais as bênçãos do Senhor para sua casa e sua família do que os homens. A vigilância, a constância na casa de Deus na época de Jesus resultou em que Jesus foi visto primeiro, pelas mulheres Maria Madalena e a outra Maria. “E eis que houvera um grande terremoto, porque um anjo do Senhor, descendo do céu, chegou, removendo a pedra e sentou-se sobre ela.” (Mateus 28.2) Geralmente são as mulheres mais sensíveis a presença do Senhor, são mais sensíveis as promessas e bênçãos espirituais; e muitas das vezes os maridos só são fieis ao Senhor nos dízimos e ofertas por causa da esposa, que na verdade os obriga a cumprirem a palavra de Deus; de igual maneira inúmeros maridos, famílias lares são abençoados, pela persistência das esposas em buscar sempre a presença de Deus.
“E o seu aspecto era como um relâmpago, e a sua veste branca como a neve. E os guardas, com medo dele ficaram muito assombrados e como mortos.” (Mateus 28.3,4) As mulheres que são mais frágeis, são mais corajosas do que muitos homens, vejam que pela intimidade com o Senhor, elas não temeram, elas souberam discernir, mas elas só discerniram pela a convivência com Jesus. Sempre encontramos muitas mulheres sabias. Jesus durante todo o tempo do seu ministério que foi de três anos, e foi essencialmente mantido pelas ofertas das mulheres bondosas e fieis; elas foram fundamentais para desenvolvimento do Ministério de Jesus, tanto quanto, ou mais do que os discípulos. “Mas o anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscai a Jesus, que foi crucificado. ”(Mateus28. 5) Vejam que os discípulos sabia que Jesus ressuscitaria pois Ele mesmo tinha dito, e tinha ainda falado quanto tempo, três dias; mas eles não vigiaram, não esperaram, somente as mulheres estavam vigilantes, observando, esperando e buscando o amado filho de Deus.“Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como tinha dito. Vinde e vede o lugar onde o Senhor Jazia. Ide, pois imediatamente, e dizei aos seus discípulos que já ressuscitou dos mortos. E eis que Ele vai adiante de vós para a Galiléia; ali o vereis. Eis que eu vo-lo tenho dito.”(Mateus 28.6,7) O anjo falou foi com as mulheres que estava vigilantes e orando com certeza, elas que foram encarregadas de anunciar as boas novas aos discípulos; vemos que elas foram obedientes sem questionar fizeram aquilo que foram determinadas, não foram incrédulas. “E saindo elas pressurosamente do sepulcro, com temor e grande alegria, correram a anunciá-lo aos seus discípulos. E, indo elas, eis que Jesus lhes sai ao encontro, dizendo: Eu vos saúdo. E elas, chegando, abraçaram os seus pés e o adoram.” (Mateus 28. 8,9) Elas foram primeiras a receber a benção de Jesus, foram as primeiras a adorarem e a o abraçarem a se jogarem aos seus pés, da mesma maneira que inúmeras mulheres fazem isto hoje e vão levar as bênçãos para as suas casas, seus maridos, e parentes. “Então, Jesus disse-lhes: Não temais; ide dizer a meus irmãos que vão a Galiléia e lá me verão.” (Mateus 28.10) O recado a mensagem as bênçãos as mulheres continuam levando para suas casas. Mulheres levem as bênçãos do Senhor. Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Pr Henrique

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Isto e amor?


Amai, pois, a vossos inimigos, e fazei o bem, e emprestai, sem nada esperardes, e será grande o vosso galardão, e sereis filhos do Altíssimo; porque Ele é benigno até para com os ingratos e maus.Lucas 6.35)

A Hipocrisia cristã; digo, dos que se dizem cristãos é tamanha que chega ao ponto de agirem piores do que os fariseus da época de Jesus; digo isto, porque nas igrejas, nos púlpitos, prega-se o amor, mas a maioria não vivem este amor; atualmente encontramos pregadores brigando entre si, igrejas brigando, por uma fatia maior de mercado, sim mercado, pois para muitos os fiéis são simplesmente os seus produtos. Não praticam o perdão nem mesmo entre os supostos cristãos, não ajudam ou socorrem; encontramos dentro das igrejas pessoas morrendo de fome, passando necessidades, e muitos principalmente os líderes esnobando e gastando em supérfluos. Estes versículos são mandamentos de Jesus, mas ninguém os praticam. “Sede, pois, misericordiosos como também vosso Pai é misericordioso.” (Lucas 6.36) Gostamos de falar de amor e misericórdia, mas somente dizemos, e não praticamos. Pois quando alguém vêm nos pedir algo, geralmente as respostas que encontramos são não tenho, depois, outra hora, fechamos a cara, ou enviamos para pedir outras pessoas, ou acusamos dizendo que a pessoas está enganando, é preguiçosa ou é para usar em vícios e por ai afora vai, e não emprestamos porque temos medo de não receber.

“Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; soltai, e soltar-vos-ão.” (Lucas 6.37) Julgamos e condenamos as pessoas exatamente para não ajudarmos, para não socorrermos, e assim deixamos de cumprir a palavra de Deus, e somos desobedientes. Fazemos inimizades porque não queremos nos misturar com determinadas pessoas, pois entendemos que elas não gostam de nós, dizemos perdoar, mas queremos distância; pregadores que não falam com outros, sim, são todos hipócritas como Jesus disse, fazemos acepção de pessoas, só convidamos para o nosso convívio, nossa casa, nossas festas quem pode nos retribuir de alguma maneira, quem pode nos dar algo, ou pelo menos podermos desfrutar de algo. “Daí, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos darão; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo.” (Lucas 6.38) Da maneira como agimos e tratamos as pessoas seremos tratados, pois Deus cuida de todas e como é o nosso dever cuidar também, e nos recusamos a fazer o nosso papel, por sermos miseráveis, e agirmos muito ao contrário, escarnecemos, julgamos acusamos, da mesma maneira receberemos muito mais, pois foi o Senhor quem disse.

“E disse-lhes uma parábola: Pode, porventura, um cego guiar outro cego? Não cairão ambos na cova?” (Lucas 6.39) Líderes dirigentes de igrejas, pastores e outros tantos títulos por ai que são extremamente hipócritas (Arte de representar e viver o que não é), que chegam ao cúmulo de quando alguém pede socorro nas igrejas, determinam, exigem que obreiros os ajudem do bolso deles, e muitas das vezes os próprios obreiros também precisam de ajuda, mas os dirigentes da igreja não ajuda, não contribui, são pregadores somente e não praticantes são cegos e todos os que os tem como modelos também os são. Devemos imitar ao Senhor, devemos nos espelhar em Jesus, devemos praticar os ensinamentos de Jesus, digo todos, e não somente o que nos é convenientes, não podemos distorcer a palavra de Deus. “O discípulo não é superior a seu mestre, mas todo o que for perfeito será como o seu mestre.”(Lucas 6.40) Temos que procurar nos espelhar no nosso Mestre que é Jesus, e praticar o amor e não a miséria, e a mentira. Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

A PESCA MARAVILHOSA



“Quando acabou de falar, Jesus disse a Simão: – Leve o barco para um lugar onde o lago é bem fundo. E então você e os seus companheiros joguem as redes para pescar. Simão respondeu: – Mestre, nós trabalhamos a noite toda e não pescamos nada. Mas, já que o senhor está mandando jogar as redes, eu vou obedecer”.(Lucas 5:4-5 )

Amanhecia mais um dia à beira do lago de Genesaré. Os pescadores voltavam de uma noite de intenso trabalho e estavam lavando as suas redes, preparando-se para voltar para casa. O trabalho daquela noite não havia sido compensador, eles não conseguiram pescar nada. Isso significava a frustração de haver perdido tempo e a certeza de que naquele dia não entraria dinheiro para as necessidades, pois não haveria peixe para vender. Simão, o pescador, arrumava o seu material talvez pensando no que iria dizer ao chegar a casa sem o pão e o leite para o café da manhã.
Nesse momento, Jesus aproxima-se de Simão e pede o seu barco emprestado a fim de ensinar à multidão. Ele prontamente o empresta. Este fato demonstra a alegria de Simão em servir ao próximo, porque normalmente depois de um dia improdutivo de trabalho não temos muita disposição para conversa, ainda mais para ouvir palestras. Ao acabar de falar, Jesus contemplou o coração amoroso daquele homem, sua necessidade e de seus companheiros e decidiu abençoá-los.
Jesus mandou que os pescadores voltassem ao lago e jogassem as suas redes. Isso era uma incoerência, pois se durante a noite, o horário correto para pescar, eles não pegaram nada, pela manhã é que seria mesmo perda de tempo. Mas Simão Pedro, um homem de fé, sensível à voz de Deus, obedeceu imediatamente e em conseqüência disso sua rede ficou tão cheia, que foi necessário pedir ajuda a outro barco para carregar os peixes até a praia.
Quando realizamos qualquer trabalho de acordo com a orientação de Jesus, ele produz com muito mais abundância. Não adianta querer levar a vida ignorando Deus, ela não vai chegar a lugar algum. Pedro era um bom pescador, entendia como ninguém a arte da pesca, mas naquela noite o seu trabalho não produziu nada, enquanto Jesus não se envolveu nele.
Há quanto tempo você tem lutado para resolver situações problemáticas em sua vida fracassando dia a dia? Pedro não se afastou quando Jesus aproximou-se e pediu-lhe o barco, mas decidiu ouvir atentamente os seus ensinamentos. Experimente ouvir o que Deus tem a dizer e deixar que ele lhe mostre o caminho a seguir. Pedro fez isso e voltou para casa com a pescaria mais farta de sua vida e foi convidado para tomar parte na obra mais bonita da Terra: Levar outras pessoas ao conhececimento de Deus. Se ele tivesse voltado as costas para Jesus e se recolhido em sua frustração, não teria sido abençoado.
Deixe que Deus cuide de você, conte-lhe, sem medo, o que está machucando o seu coração. O que ele deseja fazer em sua vida superará todas as suas melhores expectativas.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Selados com o Espirito

Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o Evangelho da vossa salvação; e, tendo Nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. (Efésios 1.13)


Todos os que ouvem a palavra de Deus, e buscam entendê-la e colocar em pratica, recebem não somente o entendimento como são selados com o Espírito Santo, com o Espírito de Deus. Não somente por ouvir, mas por crer, e colocar em pratica, por entender a vontade de Deus para cada um de nós. Porque ouvir é diferente de escutar, quem ouve entende e pratica, e se ouvimos somos selados com o Espírito da verdade e somos constrangidos a não vivermos mais nos erros e nos pecados, somos alertados quando estamos nos afastando dos preceitos do Senhor, este alerta é o Espírito Santo. Ele nos incomoda, quando algo não está certo, não está de acordo com a palavra de Deus. “O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão de Deus, para louvor da sua Glória.” (Efésios 1.14) Penhor significa, depósito, entrada, ou primeira parcela. Portanto quando ouvimos a palavra o Espírito investe em nós o titulo de Deus para nos possuir inteira e eternamente, claro quando ouvimos, e não somente quando escutamos a palavra.

“Pelo que ouvindo eu também a fé que entre vós há no Senhor Jesus e a vossa caridade para com todos os santos.” (Efésios 1.15) Se realmente temos fé em Jesus, acreditamos na sua palavra, então temos a certeza que devemos fugir dos erros e dos pecados, sabemos que devemos seguir os preceitos bíblicos, e também sabemos que temos direitos, não só deveres, mas que a nossa cura já existe, a prosperidade enfim, isto porque está na própria palavra, e o Espírito santo testifica em nossos corações; portanto não mendigamos bênçãos, quando surgem algum problema entramos com ousadia em oração na presença do Senhor mandamos o mal embora, e recebemos as nossas bênçãos. “Não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações.” (Efésios 1.16) Assim procedo, agradecendo em orações a Deus por todos os que tem este entendimento, e clamo para os que não tenha, venham a ter, que venham a ter fé e deixe ser guiados pelo Espírito da verdade.


“Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da Gloria, vos dê em seu conhecimento o Espírito da sabedoria e da revelação.” (Efésios 1.17) Porque toda a sabedoria vem do alto, e para conhecermos a vontade do Pai Ele tem que nos dar sabedoria para tal, e só a teremos através do seu Espírito, portanto devemos sempre antes de lermos a palavra de Deus, antes de ouvirmos uma pregação, uma mensagem orar pedindo a direção ao Espírito Santo, pois sem Ele somos analfabetos, cegos e surdos, porque Ele abre os nossos olhos abre o nosso entendimento e nos revela . “Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação e quais as riquezas da Gloria da sua herança nos santos e qual a sobreexcelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder, que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dos mortos e pondo-o à sua direita nos céus.”(Efésios 1.18,20) Leiam e pratique a Bíblia. Que Deus os abençoe.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Não se envergonhar do Senhor

Porque não me envergonho do Evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego. (Romanos 1.16)
Em nenhum momento ou circunstância podemos deixar de viver, de falar de divulgar o Evangelho, não podemos nos omitir, não podemos ter vergonha, deixarmos de falar com medo de sermos taxados de religiosos, ou fanáticos, não podemos nos importar com o que as pessoas pensam ao nosso respeito, porque o Evangelho é o poder de Deus que salva a todos os que crerem, portanto é o nosso dever sermos propagadores do Evangelho de Deus. “Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé.” (Romanos 1.17) Porque é no Evangelho que descobrimos as promessas de Deus para cada um de nós, é no Evangelho que descobrimos os projetos de Deus, e é lá que descobrimos como devemos andar, viver e proceder diante de qualquer situação; é lá que sabemos que temos o direito de escolher sofrimento e morte eterna, ou alegria e vida em abundância, viver eternamente na presença na companhia do Senhor; e é somente lá que encontramos a palavra, e a vontade de Deus, lá encontramos revelações.

“Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens que detém a verdade em injustiça. ”(Romanos 1,18) Porque é no Evangelho que descobrimos a justiça de Deus e a injustiça dos homens, a verdade de Deus e as mentiras dos homens, que sustentam falsos pontos de vistas sobre ensinamentos da Bíblia, mentirosos enganadores, que tentam usar a palavra de Deus para encobrir seus erros e pecados, pois sabem que o Evangelho exige que se arrependam e que se converta a verdade; Deus ama o pecador, mas odeia o pecado, e todo aquele que ama o pecado e tenta mudar a verdade de Deus experimenta a sua ira. “Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.” (Romanos 1.19) Tudo o que acontece é ação de Deus, nada acontece com quem quer que seja que Deus não tenha a sua permissão, e tudo o que acontece tem explicação no Evangelho, a maneira como Deus age com cada um e em cada situação está explicita no seu livro, não há novidades, pois o Senhor já tudo revelou, e Ele age na palavra.

“Porque as coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder como a sua divindade se entende e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis.”(Romanos 1.20) Basta olharmos o mundo e analisarmos tudo e teremos a certeza que existe alguém não somente que o criou como o mantém; em tudo vemos a presença do Senhor a sua mão, a criação do homem, que até hoje e jamais alguém poderá criar uma maquina igual ao ser humano, em tudo está Deus, portanto não tem desculpas aos que não querem ouvi-lo, e não o aceitam. “Porquanto, tendo conhecido a Deus não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, em seus discursos se DESVANECERAM, e o seu coração insensato se obscureceu.” (Romanos 1.21) Portanto todos os que duvidam ou desprezam a palavra de Deus, o Evangelho da verdade são indesculpáveis, também todos os que falam do Senhor só de boca para justificar, mas no coração vive no engano, vivem no pecado, os que distorcem a palavra de Deus, os que falam, mas não fazem, estes são indesculpáveis segundo o Evangelho.
Leiam e pratiquem a Bíblia.
Que Deus os abençoe.
Creditos: Atalaia de Deus